Mercado do Futebol

Entrevista com o atacante Matheus Carvalho, do Paraná

Créditos: Geraldo Bubniak

Matheus Thiago de Carvalho, nasceu em 11 de março de 1992, em Niterói. Conhecido como Matheus Carvalho, é um jogador de futebol brasileiro que joga no Paraná. Além do Fluminense, ele também passou algum tempo em empréstimo para Joinville e Monaco. No Fluminense ganhou 2 (dois) Brasileiros (2010 e 2012), no Paraná conseguiu o acesso (2017).

 

1- Como era o Matheus na infância? Já sonhava em ser jogador? Você alguma vez pensou em destir de tudo? Se sim, o que te fez continuar e o que você seria se não fosse jogador?

R: Sempre gostei de futebol e nunca desisti dos meus sonhos. Até hoje quero conquistar mais e profetizo muitas bençãos, vitórias e mais conquistas na minha carreira.

 

2- Sua base inteira foi feita no Fluminense, e foi justamente pelo Fluminense que você jogou e ganhou o brasileirão série A (2010/2012), e também em 2012 você ganhou o Campeonato Carioca. Como foi todos esses momentos no clube? O que o Fluminense significa pra você?

R: Foi um momento mágico. Crescer jogando pelo Fluminense, clube que me acolheu e formou parte do meu caráter, não tem preço. Quando cheguei ao profissional me emocionei, pois, vi que tinha conseguido realizar meu sonho. Os títulos foram momentos únicos que nunca esquecerei.

3- Em 2015 você teve uma passagem pelo Mônaco, na ocasião você jogou 12 jogos e fez 1 gol. Como foi essa experiência de jogar lá? Te acolheram bem? Você se adaptou rápido a toda a cultura? Uma lição que você aprendeu lá e que levará para toda a vida?

R: Todo jogador de futebol sonha um dia em ter a oportunidade de jogar na Europa. Tive a chance de ir para o Monaco e o privilégio de atuar por um grande clube europeu. Me adaptei rápido, pude jogar e ajudar o clube nos 6 meses em que lá estive. Vestir a camisa do Mônaco certamente foi uma das coisas que mais me orgulho na carreira profissional.

4- Você também teve uma pequena passagem pelo Fort Lauderdale Strikers, foi em 2016, Como foi essa passagem por lá? Qual o principal momento no clube?

R: Serviu de aprendizado por viver a cultura norte-americana e ter a oportunidade de jogar o futebol lá. Foi uma boa experiência.

 

5- Você chegou no Paraná no começo de janeiro/2017, o grupo ainda estava sendo formado e você participou de toda essa montagem, acompanhou o time sendo líder no paranaense e logo após sendo eliminado dentro de casa,enfrentou a boa fase na Copa Do Brasil e também a eliminação. O que você sentiu de diferente nesse grupo? Logo quando você chegou, você já sentia que seria um grupo diferente e que todos que estavam ali estavam buscando o acesso? E claro, você sentia que o Paraná conseguiria o acesso?

R: O Paraná foi um dos clubes que mais identifiquei. Guardarei um carinho grande por tudo que vivi lá. Claro, poderia ter atuado mais, mas respeitamos as escolhas. Foi um grupo de jogadores novos sem experiência e outros jovens mais rodados. Fico feliz e honrado por ter ajudado o clube a conquistar o seu maior objetivo do ano, que era o acesso a Série A.

 

6-Ainda no Paraná, como foi fazer parte do grupo que conseguiu o acesso? Nessa temporada teve 4 trocas de técnico e você passou por todas elas, como foi? Como o grupo enfrentou isso? Principalmente a do Lisca que foi cheia de boatos e confusão? E como foi quando vocês pediram para que o Matheus Costa assumisse?

R: Foi muito bom fazer parte deste projeto, e estou acostumado com a mudança de técnicos em alguns clubes que passei. Acontecem muitas coisas e fica a critério a diretoria. Sou atleta e prefiro ficar focado em jogar e ajudar o clube na conquista dos objetivos.

7- Quem é o Matheus Thiago de Carvalho? O que você gosta de fazer no seu tempo livre? Se pedissem uma música que te definisse, qual seria essa música e por que?

R: Um cara família, com fé em Deus, amante do futebol e de praia, e ser feliz.

 

8 -O que você espera do seu futuro? Já tem planos para 2018? Pretende continuar no Paraná? (Fica aqui uma mensagem como torcedora, obrigada por esse ano de 2017, teu nome está na história do Paraná Clube, independente do futuro, sucesso!).

R: Ainda estou a espera de algumas situações, e as coisas estão bem encaminhadas. Infelizmente pretendia ficar no Paraná Clube, mas isso não vai acontecer. Desejo todo sucesso do mundo para o clube e para os torcedores que me acolheram muito bem neste ano de 2017. Obrigado por tudo!

 

Deixe seu comentário:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.