Mercado do Futebol

Avaí vence o Palmeiras rumo à “semi-final”!

Avaí.com

Como já dizia o hino do Leão, a ordem é vitória, e a vitória veio! E o Avaí fez por merecer essa bela vitória contra mais um integrante do G4 da tabela do campeonato Brasileiro.

O Avaí se atreveu a jaguar mais que o Palmeiras, mas o placar só foi mexido no segundo tempo, aos 11 minutos, quando o Luanzinho lançou o Maurinho na aérea, que foi derrubado na área após driblar o goleiro Prass, obrigando a arbitragem a marca o pênalti convertido pelo Marquinhos Santos, o maior artilheiro, isolando da história da Ressacada. Poucos minutos antes desse lance de pênalti, o árbitro Ricardo Marques Bueno, havia decidido não dar um pênalti sobre o Marquinhos em uma entrada do zagueiro dentro da área.

O segundo saiu logo depois, mais precisamente aos 16 minutos, dos pés do atacante Lourenço, na saída do goleiro do Palmeiras, após um belo passe do Maurinho. Lourenço havia acabado de entrar no jogo, no lugar do Rômulo.

O jogo ganhou em emoção aos 29 quando o Palmeiras diminuiu a diferença após o Keno aproveitar o rebote do goleiro Konslinky após um chute de fora da área. O que serviu para enriquecer o enredo do espetáculo. Mais de 11 mil torcedores foram testemunhas dessa partida é viram o segundo tempo ir além dos 51 minutos. A torcida do Avaí já está acostumada a esse sofrimento na Ressacada esse ano. Muitos jogos se entenderam para muito além dos 90 minutos.

Destaque para o goleiro Maurício Konslinky que não atuava desde aquela derrota para o Fluminense quando ele falhou tentando driblar o Henrique Dourado. Alemão fez uma bela partida, o Maicon acertou a lateral direita. Marquinhos mostrou mais uma vez por que é ídolo no Leão, se isolando como maior artilheiro da história da Ressacada. Maurinho, entrou muito bem no time, teve até seu nome gritado pela torcida, entre outros.

O Leão segue vivo na luta contra o rebaixamento, em décimo nono, mas a apenas dois pontos do Vitória. A missão ainda é difícil, mas ontem o time mostrou que é capaz e a torcida mostrou que acredita. O time tem que vencer o Atlético-PR domingo na Ressacada pra poder decidir contra o Santos na Vila seu futuro no Brasileirão, na melhor das hipóteses na última rodada o Leão poderá estar dependendo apenas das próprias forças. Quem duvida?

Deixe seu comentário:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.