Mercado do Futebol

Precisamos falar sobre a base

Hoje foi confirmada a venda do jovem lateral direito Dodô para o Shakhtar Donetsk da Ucrânia, desejo sorte para o mesmo em solo europeu, já que potencial ele tem. Não é sobre Dodô que iremos falar, mas sim sobre a base do Coritiba.

É indiscutível que a base formou e forma bons jogadores, voltando ao passado temos o Lateral Rafinha, hoje no Bayern de Munique; de Miranda, titular da seleção brasileira e da Inter de Milão e de Alex, que foi ídolo em Coritiba, Palmeiras, Cruzeiro e Fener .

Alex começou na base Alviverde ( Foto: Marcelo Andrade)

 Atualmente a base conta com grandes valores que podem ajudar o Coritiba, garotos que chegaram na final do último brasileiro sub-20 jogando um bom futebol e com uma consciência tática muito boa. Dessa geração nascida após 1997, dois já foram vendidos: Dodô e Rodrigo Guth. O primeiro chegou ao time principal do Coritiba aos 17 anos de idade e hoje foi confirmada sua venda para o Shakhtar Donetsk da Ucrânia, Já Rodrigo hoje com 17 anos, foi vendido com 16 anos para o Atalanta da Itália  no mês de agosto.

Outros dessa mesma geração já atuaram profissionalmente, caso de Thalisson Kelven, Victor Carvalho e Yan. E ainda temos outros nomes que podem ajudar o Coritiba na próxima temporada.

 

Sub-20 que chegou na final do Brasileiro           (Foto: Coritiba)

Bons nomes da base coxa-branca:

Índio: Autor de sete gols na Copa São Paulo de 2016, chegou no Coritiba em 2014. Tem contrato até 2019 com o Coritiba.

Mosquito: Conhecido da torcida Alviverde, Mosquito chegou ao Coritiba com 9 anos de idade e te como característica a velocidade. Foi artilheiro do Brasileiro Sub-20 com nove gols, ajudando o Coritiba a chegar na final do Campeonato.

Julio Rusch: Chegou ao Coxa em 2011, e tem conquistas na base como a Dallas Cup, Julio pode jogar no meio campo e na lateral. Já foi titular pelo Coritiba no jogo contra a Ponte Preta pela última rodada                                                                                                      do Brasileirão de 2016.

Romércio: Já atuou pelo Coritiba na partida contra o São Paulo no Morumbi, entrando no lugar de Thalisson Kelven,  e foi muito bem.

Temos ainda outros nomes como: Thalisson Lalau  (atacante) , Marcos Moser (defensor) e Arthur (goleiro). Para eles darem certo é preciso dar oportunidades para a piazada, quem sabe na Série B, para que estes não saiam do Coritiba como Rodrigo Guth saiu. E acima de tudo, é  preciso que a torcida tenha paciência com os mesmos para que eles possam demonstrar o futebol necessário para ajudar o Coritiba.

 

 

Deixe seu comentário:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.