Mercado do Futebol

Gustavo Vieira pode ser o novo Diretor Executivo no Santos

(www.terra.com.br)

Começar montar o elenco para 2018 é o único pensamento para o novo presidente do Santos, José Carlos Peres. O primeiro passo é contratar o novo diretor executivo de futebol e o futuro presidente Santista está firme nesta decisão. O nome mais cotado é de Gustavo Vieira, filho do ex-jogador Sócrates. O time santista já teve duas investidas frustradas, ao receber “não” de Rui Costa, atualmente na Chapecoense, Diego Cerri, no Bahia e Thiago Scuro no RB do Brasil. Gustavo, a bola da vez foi gerente e diretor executivo do São Paulo e saiu do clube paulista em 2016.

A intenção de Peres é definir o nome do profissional que ocupará o cargo de diretor executivo e aí sim, deverá partir para as contratações de jogadores, vendas e também do treinador que deve comandar o time em 2018 nas competições em que o Santos vai participar. Como a pré temporada terá início em 03 de janeiro, o assunto é tratado com a máxima urgência.

Após a definição do diretor executivo, o próximo cargo a ser preenchido é o de treinador. O nome mais cotado a assumir o cargo é do treinador Jair Ventura, atualmente no Botafogo, que tem uma multa rescisória considerada baixa, em torno de R$ 700 mil). Outros nomes são especulados, como Abel Braga, do Fluminense e Zé Ricardo, do Vasco, porém nos dois casos, os treinadores devem permanecer nos clubes que estão.

Com relação à jogadores, nomes como Robinho e Gabigol estão sendo muito especulados para 2018. Robinho não deve ter seu contrato renovado com o Atlético/MG e já tinha iniciado conversas para retornar à Vila em 2018, mas com o problema de acusação de violência sexual na Itália, as tratativas no momento esfriaram. Descoberto por Peres, o atacante Gabigol, atualmente no Benfica, com o passe vinculado à Internazionale/ITA é outro nome que pode surgir no Santos. A dificuldade fica no ajuste dos salários para poder ajustar um empréstimo para 2018.

Outro nome que chama a atenção da diretoria santista é o do atacante Ricardo Oliveira. O artilheiro santista tem contrato até o dia 31 de dezembro e já foi feito uma proposta pelo atual presidente, Modesto Roma Jr em maio e não agradou o atacante. A diretoria ofereceu um ano de contrato e manteria o salário. O atacante quer 2 anos de contrato e aumento salarial e desta forma, ainda não se chegou a um consenso.

Deixe seu comentário:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: