Mercado do Futebol

“Enquanto estiver aqui, cobro para que faça o melhor para o Santos”

(Foto: Estúdio Sportv)

Após a derrota para a Chapecoense pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro, a “chapa esquentou” no time santista. Durante a entrevista ao programa Bem Amigos, da SporTV, o treinador Elano foi questionado por substituir o Lucas Lima logo no início do segundo tempo. “-Como o jogo foi caminhando, tentei procurar uma posição para o Lucas Lima para que a bola ficasse no pé dele, onde tem qualidade. Como o jogo foi físico, procurei o jogo pelas laterais. Coloquei o Jean Motta, que tem mais a características de jogar nessa função, junto com Arthur e o Ricardo Oliveira. Um movimento tático que achei que seria que seria importante. Não tirei o Lucas Lima no jogo anterior, sei que é um cara de qualidade. Não tenho nada contra, minha pessoa com o Lucas Lima ou qualquer atleta. Tenho que tomar as decisões porque sou o treinador do Santos. Achei que seria melhor para o Santos. Criamos oportunidades no segundo tempo, mas a Chapecoense foi mais efetiva. O Lucas Lima, em janeiro, faz o que quiser da vida dele. Enquanto estiver aqui, cobro para que faça o melhor para o Santos.

Mais uma vez, a partida do meia Lucas Lima foi abaixo das expectativas e durante a entrevista, o treinador santista foi questionado sofre o futuro do meia para a próxima temporada: “não sei, não sou eu que resolvo. Não me meto nisso. Aquilo que trabalho no treinamento é pensando no Santos. Se vai permanecer é com ele e com a diretoria”.

A derrota fez com que o goleiro Vanderlei também em entrevista fizesse ponderações pesadas sobre a partida. “Inexplicável, né? Fizemos uma péssima partida. Não conseguimos fazer praticamente nada. A Chapecoense tomou conta do jogo. Temos que ter a cabeça no lugar, saber que precisamos fazer mais, do jeito que está não pode. Temos que fazer um fim de campeonato decente, voltar a vencer nessas últimas quatro partidas”. Sobre a situação de Lucas Lima, o goleiro santista foi ponderado na declaração: “-Complicado falar de outro atleta. Acho que ele está procurando fazer o melhor dele, complicado falar. Nosso grupo tem que se fechar, quem tem que fazer dentro de campo somos nós. Temos que reagir, o campeonato não acabou ainda.”

Deixe seu comentário:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: