Veja as principais metas a serem traçadas pelo novo presidente do Vasco, Alexandre Campelo.

Alexandre Campello venceu a eleição na sexta e tomou posse na última segunda-feira, mas mesmo em tão pouco tempo já traçou metas para recolocar o Vasco nos trilhos.

Em entrevista dado ao Globo Esporte, o atual presidente do clube quer colocar os salários do elenco em dia para poder dar segurança para a estreia na Libertadores, no próximo dia 31. Mais do que isso: aumentar a transparência do Cruz-Maltino, como ele mesmo diz.

Atualmente, os jogadores do Vasco estão sem receber os salários de novembro e dezembro, além de 13° e férias de 2017. Depois da estreia no Campeonato Carioca, o goleiro Martín Silva reclamou da situação, mas Campello promete, com a ajuda de um aporte financeiro, quitar as dívidas.

– A partir de terça, o que preciso fazer é dar condições para que a equipe de futebol, que vai disputar a Libertadores, possa treinar, possa se preparar de maneira conveniente para iniciar essa competição. Temos de correr atrás de recursos. Sabemos que no futebol é fundamental que os salários estejam em dia. Ninguém gosta de ter salários atrasados. Tem muita coisa a ser feita. Vamos arregaçar a manga – disse o presidente.

Por enquanto, Campello acredita que não será possível pagar tudo o que está em aberto com o elenco. Até o próximo dia 5, porém, a situação melhora: parte dos R$ 15,8 milhões do mecanismo de solidariedade da Fifa referente à venda de Coutinho ao Barcelona cairá na conta do clube.

– Estamos muito bem encaminhados com um aporte financeiro e entendemos que até sexta-feira minimamente uma folha salarial será paga – completou.

Durante seus primeiros dias após vencer a eleição, Campello foi ao treino do Vasco e conversou com os jogadores, inclusive com Martín Silva, um dos líderes do elenco. O novo presidente espera se aproximar do time comandado por Zé Ricardo para comprovar a ideia de que uma nova gestão assumiu o clube, apesar do apoio de Eurico Miranda nas eleições.

Outra “mudança de cara” no Vasco, segundo Campello, será em relação à transparência. O novo presidente disse que dará liberdade a jornalistas, que chegaram a ser barrados pela antiga gestão.

– Quero declarar que já estamos começando essa democracia, todos os jornalistas vão poder ter liberdade de acesso. O Vasco estará sempre aberto a vocês. Estamos também desbloqueando todos aqueles vascaínos que em alguns momentos foram bloqueados em redes sociais. A partir de amanhã (terça-feira) essa transformação se inicia. O Vasco passa por uma dificuldade muito grande. Só será possível transformar o clube a partir de quando o torcedor abraçar a causa – explicou.

 

Deixe seu comentário:

Raquel Dias

Paraibana; 22 anos; Torcedora fanática do Club De Regatas Vasco Da Gama.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.