Mercado do Futebol

Entrevista com Carlão!

O goleiro Carlos Henrique, o Carlão, destaque do Bugre na Copa SP de Futebol Jr, concedeu uma entrevista e comentou sobre sua carreira, seu futuro, o Guarani, entre outros assuntos. Confira a entrevista completa!

 

Matheus Cruvinel:
Carlão, você foi um dos destaques do Guarani na Copa São Paulo de Futebol Jr e salvou o alviverde em várias jogadas. Como avalia seu rendimento e de todo o elenco na competição?

Carlão:
A nossa chave era muito complicada onde conseguimos se classificar em primeiro, fico feliz por ter me destacado mas vale ressaltar o trabalho da equipe.

 

Matheus Cruvinel:
A disputa entre os goleiros no Guarani sempre foi muito grande. Você espera, um dia, assumir a titularidade e defender as cores do alviverde?

Carlão:
O Guarani sempre teve ótimos goleiros e espero sim um dia chegar à titularidade mas enquanto isso não chega, vou seguir trabalhando forte um dia de cada vez.

 

Matheus Cruvinel:
Com apenas 19 anos, e prestes a completar 20, no final desse mês, você tem uma carreira inteira pela frente. Quais seus sonhos e objetivos que busca alcançar ao longo de sua vida como goleiro profissional?

Carlão:
Objetivos eu tenho muitos, mas o principal é ser reconhecido pelo meu trabalho no futebol e poder ajudar minha família. E sonhos, é o mesmo que todos, ou a maioria dos jogadores, que é chegar à seleção um dia.

 

Matheus Cruvinel:
Carlão, conte-nos quando decidiu ser goleiro e atuar profissionalmente? É uma paixão que vem desde pequeno?

Carlão:
Comecei a jogar futebol com 8 anos e comecei na linha, era centroavante e fazia até uns golzinho de vez em quando kkkkk, até que um dia faltou goleiro e o treinador me colocou de goleiro pela minha altura, e graças a Deus, depois desse dia, nunca deixei de ser goleiro.

 

Matheus Cruvinel:
Em 2014, você disputou 16 jogos no Paulista Sub17, desde então, tem se destacado como goleiro nas categorias de base do Bugre. Em todos esses anos, tem alguma partida que marcou você profissionalmente? Aquela em que nunca irá se esquecer?

Carlão:
Teve um jogo que aconteceu no começo desse ano, na semifinal da copa ouro, contra o São Caetano, onde a partida terminou 2×2 no tempo normal e foi para os pênaltis onde fui feliz de pegar dois e ajudar a colocar a equipe na final.

 

Matheus Cruvinel:
Atualmente, é de extrema dificuldade se tornar jogador profissional no Brasil. Em algum momento, já passou pela sua cabeça desistir de atuar profissionalmente?

Carlão:
O futebol no Brasil é muito disputado, são muitos tentando seu espaço, e graças a Deus eu tenho um clube (que é o Guarani) para poder mostrar meu trabalho e questão de dificuldade, acho que todo mundo já passou ou vai passar um dia, futebol é muito previsível, e por tudo que já passei seria um desrespeito com minha família se eu desistisse do por conta de qualquer dificuldade. Então acho que nem me imagino desistindo do futebol.

 

Matheus Cruvinel:
Carlão, deixo esse espaço para você mandar um recado a todos que acessaram sua entrevista e a toda família Bugrina!

Carlão:
Agradeço todos que me apoiaram nessa Copa São Paulo, em especial minha mãe e minha namorada que são a pessoas que estão comigo nas horas difíceis e espero poder retribuir um dia tudo que o Guarani fez por mim.
Abraços!

Desejamos sucesso ao Carlão em toda sua carreira e agradecemos a entrevista!

 

Escrito por: Matheus Cruvinel.

Deixe seu comentário:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.