No primeiro Majestoso do ano, a cor preto e branco se sobressaiu.

Na agradável tarde de sábado, em São Paulo , Corinthians e São Paulo fizeram o primeiro clássico do ano na capital paulista. E o torcedor corinthiano, que lotou o Pacaembu com 34 mil pessoas, pôde ver seu time de coração vencer o seu rival novamente no Majestoso.

Sobre o jogo 

Primeiro tempo – 

A partida mal havia começado, e já com um minuto de jogo o meia Jadson, que vem se tornando um carrasco diante do São Paulo, abriu o placar para a festa da equipe mandante no Pacaembu. O camisa 10 recebeu um belo passe de Rodriguinho, e bateu de primeira, com a canhota, para abrir o placar.

O São Paulo empatou aos 25 minutos de jogo, com o jovem atacante promissor de cotia.  Brenner. O atacante aproveitou o cruzamento no segundo pau, e empatou a partida. Antes do gol marcado, a equipe de Dorival Junior já dominava e criava algumas oportunidades de perigo. Shaylon chegou a acertar a trave de Cássio.

Após o gol de empate, não demorou muito tempo para o Corinthians retomar sua vantagem no placar. E foi em um vacilo da defesa são paulina. Jadson cobrou o escanteio e Balbuena subiu soberano diante da defesa tricolor para estabelecer a vantagem para o time de Parque São Jorge.

Segundo tempo – 

Na segunda parte do jogo, o São Paulo iniciou com mais de posse de bola e o Corinthians optou pela proposta reativa. A partida só mudou de panorama a partir dos 20 minutos, quando o time alvinegro equilibrou a posse e passou a incomodar a defesa são paulina. Kazim foi substituído aos 15 minutos de jogo por Junior Dutra, e novamente decepcionou. Esteve abaixo dos demais jogadores do setor ofensivo. A equipe de Fábio Carille não passou por apuros e sustos na segunda etapa. Foi organizada e conseguiu garantir o placar que assegurou a vitória no primeiro clássico do ano.

Em relação aos rendimentos dos jogadores por parte do Corinthians, vale ressaltar a atuação do Jadson. O meia fez uma ótima partida, participando ativamente das construções das jogadas, importante na recomposição e decisivo para trazer a vitória diante do rival. Jadson foi o nome do jogo. Ao lado dos regulares Balbuena e Fágner.

Deixe seu comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.