Os campeões de 18 estados já foram definidos

O estadual em muitas partes do país terminou ontem, sempre tendo como campeões, aqueles papa-títulos e a novidade do interior

 

Vamos a lista dos campeões:

 

Alagoas – CRB (Duas vitórias no clássico, 1 a 0 e 3 a 2, o Regatiano com ajuda de Neto Baiano conquistou seu trigésimo título).

Bahia – Vitória (Dois empates, 1 a 1 e 0 a 0, o Leão da Barra conquistou o seu vigésimo nono título com o regulamento na mão, agora procura estruturar seu clube para a Série A, perdeu para o time rival na Copa do Nordeste, entretanto houve a redenção).

Foto: Vitória Esporte Clube.

 

Ceará – Ceará (Dois triunfos, ambos por 1 a 0, o Vozão com destaque para Wallace Pernambucano, adquiriu seu quadragésimo quarto título, sendo líder neste quesito no estado).

Distrito Federal – Brasiliense (Um empate e uma vitória por 3 a 2, esse foi o básico para o melhor elenco do estado conquistar seu nono título).

Espírito Santo – Atlético Itapemirim (Empate e triunfo por 2 a 1, o antes desacreditado time do interior capixaba, conquistou seu primeiro título estadual, agora resta representar o Espírito Santo em competições nacionais).

Goiás – Goiás (Duas vitórias, 3 a 0 e 1 a 0, destaque para Tiago Luis, conquistando assim seu vigésimo sétimo título estadual, líder amplo no quesito, agora o Esmeraldino chega como favorito na Série B).

Mato Grosso – Cuiabá (Vitória de 2 a 1 e derrota por 1 a 0, nos pênaltis o goleiro Henal foi decisivo, o Dourado com 16 anos de existência, chegou ao seu sétimo título).

Mato Grosso do Sul – Corumbaense (Empate e vitória por 2 a 1, o Corumbaense conquistou seu segundo título na história, após 33 anos, voltou a conquistar o título).

Minas Gerais – Atlético Mineiro (Empate e no jogo seguinte, quebra de jejum de dois anos sem vencer o clássico, após muitas provocações, o Galo triunfou por 2 a 1 e conquistou seu quadragésimo quarto título, liderança nos títulos estaduais).

Foto: Reprodução/TV Globo.

 

Pará – Paysandu (Empate e vitória por 2 a 1, gol nos acréscimos de Bérgson, o Papão conquistou seu quadragésimo sétimo título, abrindo distância para o seu rival).

Paraíba – Botafogo-PB (Primeiro jogo vitória e no segundo embate, segurou o resultado com o empate por 1 a 1, o Belo conquistou o seu vigésimo oitavo título, líder no quesito).

Paraná – Coritiba (Vitória por 3 a 0, fora de casa e no segundo jogo, empate, o time Coxa-Branca conquistou seu trigésimo oitavo título estadual, conquista importante pelo fator vencer seu rival).

Rio de Janeiro – Flamengo (Duas vitórias importantes por vários motivos, o Rubro-Negro consolida sua liderança em títulos no estado, chegando ao trigésimo quarto na história, sendo o seu sexto título de forma invicta).

Rio Grande do Norte – ABC (Vitória e depois empate, esse título consolida ainda mais sua hegemonia em nível nacional, é o clube com mais conquistas estaduais no mundo, 54 ao total, chegou ao número igual do Rangers, da Escócia, maior conquistador de títulos nacionais).

Rio Grande do Sul – Novo Hamburgo (Parecia impossível, somente parecia, o Nóia se destacou desde a primeira fase, com a liderança, eliminou o Grêmio na semifinal e tirou o heptacampeonato consecutivo do Internacional, o primeiro título estadual de sua história).

Santa Catarina – Chapecoense (Para sempre recordaremos a campeã Chapecoense, com este dizer, chegou ao sexto título estadual, o time de Chapecó venceu fora de casa e perdeu na Arena Condá, mesmo assim não estragou a festa, volta por cima, após cinco meses da tragédia que abalou o mundo).

São Paulo – Corinthians (Uma vitória convincente fora de casa e um empate dentro de seus domínios, o regulamento favoreceu ao clube, que mesmo sendo considerado como quarta força, chegou ao seu vigésimo oitavo título, o alvinegro mantém sua sina de títulos em cima da Ponte Preta, chegando ao terceiro da história).

Sergipe – Confiança (Empate em casa, porém a superação foi maior e o Dragão Industrial venceu por 1 a 0 e chegou ao seu vigésimo primeiro título, destaque para o heroi e vilão Thiago Silvy, fez o gol de pênalti e no final, mesmo com sua experiência, chutou seu adversário e foi expulso).

 

Deixe seu comentário:

Jean Lucas

Criador do site Mercado do Futebol, jornalista em busca de aprimorar-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.