Mercado do Futebol

Fluminense vence, garante permanência na série A e Ceifador diz: “Que sirva de lição”

O Fluminense enfrentou a Ponte Preta nesta segunda (20), no estádio do Maracanã, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time carioca tinha como missão garantir a vitória e consequentemente a permanência na seria A. Os três pontos foi garantido somente na segunda etapa. Em um primeiro tempo sem grandes chances de gol em ambos os lados, quem acabou saindo em vantagem foi o Fluminense, aos 30 minutos do primeiro tempo Naldo foi expulso. Mesmo com um a mais em campo, a equipe de Abel Braga só saiu na frente na volta do intervalo. Em um jogo de defesa contra ataque, após insistência na área, Douglas abriu o placar aos 13 minutos. Em seguida o Fluminense continuou pressionando e colocou duas bolas na trave, uma com Matheus Alessandro e a outra com Gustavo Scarpa, nesta jogada o meia acertou um lindo chute no travessão e no rebote, o Ceifador marcou de cabeça. Placar final 2 a 0 Fluminense.

Após a partida, o artilheiro Henrique Dourado, que marcou seu 18º gol no Brasileirão e divide a artilharia do Campeonato com Jô, comentou sobre o fantasma do rebaixamento e os três pontos conquistados nesta segunda:

“Não é o que nós queríamos. É triste falar isso, mas a gente sai daqui livre do rebaixamento. Não era nosso objetivo nesse ano pela grandeza do Fluminense. Que isso fique de lição. Esse grupo, dentro do possível neste ano, nunca deixou de trabalhar. Agradeço a Deus por ter me abençoado. Agora é pensar em terminar o ano bem, projetar para 2018 e que não passe o sufoco que passou neste ano, porque o Fluminense não era para estar nessa situação.”

O Ceifador também falou sobre secar o Jô e assim se tornar o artilheiro isolado da competição:

“Não vale. Ele é merecedor. Mas estou feliz por estar na briga.”

O lateral Lucas também falou sobre o jogo e a situação do time:

“A pressão é grande, da torcida, da outra equipe. Temos que passar tranquilidade. Esse ano aprendi muito. Não poderíamos terminar o ano na zona de rebaixamento. São mais dois jogos. Vamos honrar a camisa.”

Mesmo aliviado com a vitória, o técnico Abel Braga não garante permanência na equipe tricolor, mesmo tendo a intenção de ficar, ele espera uma conversa com o presidente Abad para assim definir seu futuro:

“Não (posso garantir). Tenho contrato. Mas vou sentar e conversar com o presidente. Ele sempre foi muito verdadeiro e sei que não vai faltar com a verdade. Não podemos, no próximo ano, passar as mesmas dificuldades que passamos nesse ano. Eu quero ficar. Existe uma identidade muito forte. Se eu assinei um contrato de dois anos é porque quero cumprir. Não é o torcedor que vai garantir. Quem vai garantir é o presidente do clube.”

 

Livre do fantasma do rebaixamento, o Fluminense volta em campo no próximo sábado (25), no estádio do Maracanã, às 17h, para enfrentar o Sport, pela penúltima rodada do Brasileirão. O tricolor carioca ocupa a 14ª posição na tabela, com 46 pontos e não pode mais ser ultrapassado pelas equipes que ocupam a zona de rebaixamento.

Deixe seu comentário:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.