Mercado do Futebol

Renato Chaves fala sobre a reta final do Campeonato Brasileiro e acha cedo para falar do futuro: “Não podemos pensar em 2018”

O Fluminense se apresentou na tarde desta quinta-feira (23) para mais uma etapa de treinamentos no CTPA, visando o confronto contra o Sport Recife no próximo sábado (23), às 17h, no Maracanã, válido pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, sendo também, o último jogo do Tricolor em casa pelo Brasileirão. Antes do treino começar, o zagueiro Renato Chaves concedeu entrevista coletiva e falou sobre a reta final do Campeonato.

“Ainda temos dois jogos para acabar o Brasileirão, não podemos pensar em 2018 ainda. Temos compromisso sábado, vamos deixar para pensar no ano quando acabar esse campeonato. Quem fica e quem sai, é com a diretoria”, disse. Com cinco gols na temporada, o camisa 4 avaliou seu desempenho em 2017.

“Não vejo meu ano como ruim. No começo do ano, voltei de uma lesão grave, estava jogando com muito incômodo no tornozelo, tive que retirar uma placa por esse incômodo e isso prejudicou minha performance. Depois disso, fiz boas sequências, fiz gols e participei de grandes momentos no Flu”, afirmou.

Além disso, o Zagueiro também falou sobre seu companheiro de posição, Henrique. Renato Chaves falou que são amigos fora e dentro de campo, além de analisar o desempenho e os aspectos táticos, que muitas das vezes são fundamentais para manter um bom sistema defensivo.

“Henrique e eu somos amigos fora de campo, é um amigo que fiz no futebol e isso ajuda bastante na comunicação dentro de campo. A marcação não é só roubar a bola, um posicionamento que você faz já muda muito a marcação. Tem horas que você está se movimentando para posicionar o time e você não está aparecendo, mas quem está dentro de campo vê que é uma diferença grande. A gente procura estar sempre junto ali para preencher o setor e não ter problema”, declarou.

Deixe seu comentário:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.