Empate alvinegro

Nesse domingo (29) o Botafogo enfrentou o Atlético Mineiro pela trigésima-primeira rodada do Brasileirão, no Independência, em Belo Horizonte.  O Botafogo começou pressionando o Galo com os avanços pelas laterais, e sempre com a chegada de Bruno Silva, que aos 18′ do primeiro tempo, foi cabeçear ao gol, mas foi atrapalhado por Brenner, do próprio time.

Mas, o Alvinegro Mineiro foi se reerguendo e com o avanço de Robinho, passou sua bola por 3 jogadores e só parou nas mãos do goleiro paraguaio Gatito Fernández. Fábio Santos e Valdívia também fizeram boas jogadas, mas ainda sim, o paraguaio segurou a bola.

Logo após o intervalo, Cazares entrou no lugar de Valdívia, e assim, o Alvinegro Carioca sentiu ainda mais pressão. Elias, Otero e Fábio Santos finalizaram ao gol de Gatito em menos de 15 minutos, o mesmo Otero, aos 20′ do segundo tempo, caiu na área e pediu pênalti, mas o juiz não marcou, e logo após, os jogadores do Botafogo reclamaram de um cartão amarelo pro jogador por fazer cera dentro da área.

Com o Botafogo pressionado, Jair Ventura colocou o atacante Guilherme no lugar do lateral Victor Luis, assim, Gilson passou a atuar pela lateral esquerda. A mudança de Jair foi percebida logo aos 29′, quando Guilherme finalizou ao gol, mas o goleiro Victor fez uma grande defesa.

A torcida mineira vibrou quando, Rafael Moura carimbou a trave de Gatito, e por pouco o Galo não abre o placar. O final do jogo terminou com total pressão do Galo, porém, o juiz apitou para o término do jogo, e assim,o empate de 0x0 deixou o Botafogo no 5° lugar, com 48 pontos, e o Atlético com 42, ambos buscam a classificação para a Libertadores de 2018.

Após empate, o Botafogo volta a jogar sábado (04) no clássico contra o Fluminense, no Estádio Nilton Santos.

Créditos: Bruno Cantini/Divulgação Atlético-MG

 

 

Giovanna Vitorino

 

Deixe seu comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.