Na última rodada, Botafogo dá adeus a Libertadores

Nesse domingo (03) o Botafogo foi a campo com o Cruzeiro no Nilton Santos, pela última rodada do Brasileirão.

 

 

O jogo ficou empatado, com dois gols da equipe Alvinegra, de Brenner e Ezequiel, da base. Já do lado do Cruzeiro, Thiago Neves e Arrascaeta foram os autores. O empate deixou o time carioca em 8° lugar, mas, logo no final, foi ultrapassado pela Chapecoense e também pelo Atlético Mineiro. Assim, o Botafogo termina o campeonato em 10º lugar, dando assim adeus a Libertadores e se classificando para a Sul-Americana de 2018.

 

O técnico Jair Ventura se pronunciou:

 

“Tudo o que eu falar aqui não será usado como desculpa, mas argumento. Começamos o ano muito cedo. Novembro foi nosso pior mês. Não conseguimos render e perdemos a vaga. Pagamos o preço por jogar 110%. A não classificação não veio hoje, mas de outros jogos que perdemos em casa.  O ano acabou de maneira traumática sim, mas não vai apagar o que fizemos. Temos que fazer um balanço. Não tem culpado. A diretoria fez todo o esforço para repor as perdas, mas não tem dinheiro. Hora de juntamos força e buscarmos a classificação no ano que vem. Vejo essa não classificação super ruim. A torcida fica muito triste, se afasta ainda mais do nosso estádio. Ela veio para comemorar e não conseguimos dar essa alegria para eles. Temos que reverter tudo de novo, como fizemos no ano passado”

 

Ele também se pronunciou sobre a base, como Ezequiel, que atuou na partida:

 

“Ezequiel, Vinícius, Igor Rabello, Matheus Fernandes… O Botafogo usa muito a base, você tem que ser criativo. Eu como treinador gosto de mesclar experientes com a base. Vamos ter uma reunião ao longo da semana para decidir, vamos ver a situação financeira do clube para que a gente possa decidir o planejamento.”

 

 

                          Foto: Marcelo Baltar

 

 

Giovanna Vitorino

 

Deixe seu comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.