Mercado do Futebol

Entrevista com o goleiro Rafael Santos

Foto: Felipe Oliveira/ Divulgação/EC Bahia

Rafael de Carvalho Santos, mais conhecido como Rafael Santos, nasceu no dia 14 de março de 1989 na cidade Barretos em São Paulo. Ele iniciou a carreira no Corinthians, clube que defendeu por 10 anos. A estreia na equipe principal ocorreu em 2008, quando tinha 18 anos.

 

A ENTREVISTA:

 

MF) Como surgiu seu interesse pelo futebol?

Rafael Santos: Fui criado no meio do futebol. Meu pai foi goleiro, tentou ser profissional mas na época eu estava quase pra nascer e ele preferiu um emprego fixo. Mas sempre estive com ele nos campos de várzea em Barretos-SP.

 

MF) Quem foram seus principais incentivadores nessa jornada?

Rafael Santos: Minha família foi muito importante, mas 2 pessoas em especial meu pai Eduardo e meu tio Sidney me ajudaram muito.

 

MF) Você iniciou a sua carreira no Corinthians, como foi sua chegada ao clube?

Rafael Santos: Cheguei no Corinthians com 13 anos, passei 10 anos da minha vida lá dentro. Aprendi muita coisa e sou muito grato.

Foto: Divulgação

MF) Você rodou por vários clubes durante a sua carreira. O que você tira de aprendizado dessas passagens?

Rafael Santos: Aprendi muita coisa, sai de casa com 11 anos então tive que amadurecer muito cedo, porém acho que tirei mais aprendizado com os times de menor expressão, pelas dificuldades às vezes ficar sem salário e mesmo assim tendo que matar um Leão por dia.

 

MF) Em 2017 pelo Bahia conquistou a Copa do Nordeste, como você vê sua passagem pelo clube ainda que não tenha tido oportunidade de jogar?

Rafael Santos: O ano de 2017 foi muito especial pra mim, fiz um grande campeonato Carioca pelo Madureira e com isso tive a oportunidade de voltar a um grande clube como o Bahia, mesmo sem ter jogado acho que ajudei bastante meus companheiros nos treinamentos e no dia-a-dia.

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

 

MF) Thiago Mehl sempre te elogiou bastante nas redes sociais, como foi trabalhar com ele e como acha que a saída dele vai impactar no Bahia? (Pergunta do torcedor Emerson Santos)

Rafael Santos: Thiago Mehl é um dos melhores treinadores com quem já trabalhei. Me fez evoluir demais em alguns meses, sem dúvida vai fazer muita falta ao Bahia, mas tem alguns momentos que isso acontece no futebol e com certeza o Bahia vai buscar um treinador de goleiros competente.

 

MF) E para 2018 pretende ficar no Bahia? Já foi procurado pela diretoria?

Rafael Santos: Sobre 2018 ainda não conversei com ninguém, o Bahia acabou de passar por uma eleição, então vou esperar a nova presidência se posicionar ao meu respeito e ver o que o mercado vai me oferecer também.

 

MF) Quais são seus objetivos a curto e longo prazo dentro e fora das 4 linhas?

Rafael Santos: A curto prazo, assim que tiver oportunidade, quero me firmar em um grande clube.  A Longo prazo fica meio difícil falar, mas vamos ver o que Deus reserva pra gente.

 

Deixe seu comentário:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.