Sem convencer, São Paulo vence na estreia e se classifica

Estreando pela Copa do Brasil, o Tricolor mais querido mostrou um jogo pouco inspirado contra o Madureira, jogou apenas o suficiente e saiu de Londrina com o 1×0 que o classificou, mas deixou o torcedor irritado, chegando a vaiar o time ao final da partida.

As equipes entraram em campo da seguinte forma:

São Paulo: Sidão; Militão, Rodrigo Caio, Anderson Martins e Edimar; Jucilei, Araruna, Shaylon, Marcos Guilherme, Diego Souza e Brenner – Técnico: Dorival Júnior.

Madureira: Douglas; Filippe Formiga, Danrlei, Edmário e Douglas Lima; Thiago Medeiros, Rezende, William, Luciano Naninho, Ygor Catatau e Souza – Técnico: Acácio.

O Primeiro tempo começou bom para a equipe paulista, mantendo a posse de bola, buscando o ataque com paciência, tocando bem e procurando os espaços. Marcos Guilherme foi um dos melhores do jogo e o grande destaque nessa primeira etapa, o jogador parecia ser um dos poucos inspirados. Muito veloz e dedicado à marcação, ele foi uma das armas do Tricolor e foi dele que saiu a jogada do gol, depois de fazer uma linda jogada pela direita (com direito a um drible da vaca no defensor adversário), e cruzar uma bola da mesma forma que Militão fez no último jogo da equipe, diante do Corinthians, parando inclusive nos pés do mesmo goleador: o garoto Brenner. Após o gol, o futebol do São Paulo começou a mostrar seus sinais de decadência, dando campo ao Madureira, que por sua vez finalizava mal e isso acabou fazendo com que Sidão fosse exigido apenas algumas vezes.

E se as coisas pareciam pouco promissoras, elas só pioraram no segundo tempo. O time tornou-se menos agressivo, ficando com um toque de bola sem objetividade e nem mesmo algumas poucas chances com Brenner, Diego Souza e Bissoli (que entrou no lugar do camisa 9 depois) salvaram o futebol ruim desempenhado pela equipe. Edimar não foi perdoado, sofrendo duras críticas da torcida devido a erros cometidos, fazendo até mesmo aparecerem couros pedindo o lateral Reinaldo, que vivenciou situação semelhante anos atrás. Dorival Júnior também não escapou e também sofreu com gritos de “burro” e a partida se encerrou com um gosto amargo de derrota, apesar da classificação, gerando vaias e revolta do torcedor.

Realmente, o futebol mostrado pelo São Paulo não tem sido muito digno de aplausos. O torcedor já vem de um ano bem turbulento e vendo um time que “perde o gás” tão cedo, que mostra tantos problemas na criação de jogadas e ainda por cima enfrenta situações incômodas com jogadores importantes para o crescimento da equipe no extra-campo é realmente algo que não dá muitas esperanças. Mesmo sendo começo de temporada, mesmo precisando entrosar os reforços e definir um estilo de jogo que não dependa de um ou outro jogador, o torcedor quer ter segurança de que o time jogará pela vitória ou pelo menos, jogará em busca de fazer sempre o melhor resultado.
Os reforços estão chegando e com isso só resta esperar e ver se o time irá engrenar.

Deixe seu comentário:

Rodrigo Silva

22 anos, São Paulino, cursando Jornalismo e um apaixonado por futebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.