Palmeiras sobra, bate o Novorizontino e carimba a primeira vaga nas semis

Mesmo não atuando em sua arena, o Palmeiras fez valer a sua segunda casa, conhecida entre os palmeirenses como “Porcoembu” e confirmou o favoritismo diante do Novorizontino na noite desta sexta-feira (07) e venceu por 3 a 0, somando 6 a 1 no placar agregado. Com gols de Willian, Borja e Dudu, o Verdão não deu chances ao adversário e mostrou novamente que tem um elenco muito forte, disposto a entrar como favorito não só ao título paulista em todas as competições que disputar na temporada.

Eduardo Baptista fez algumas mudanças em relação ao primeiro jogo. Róger Guedes, expulso na ida, deu lugar à Alejandro Guerra e Zé Roberto retornou na vaga de Egídio. Vitor Hugo, titular absoluto desde 2015 não vive boa fase, em contrapartida, Edu Dracena tem jogado em alto nível, com isso, o treinador alviverde manteve o experiente zagueiro ao lado de Yerry Mina.

Participativo, Guerra fez sua melhor partida com a camisa palmeirense. (Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

Um pouco diferente do jogo de ida, o Verdão tomou conta do jogo e não corria riscos, entretanto, encontrava a mesma dificuldade de penetrar na zaga adversária, que fazia uma forte marcação e, mesmo precisando fazer o placar, se fechava e apostava nos contra-ataques. A primeira grande chance veio aos 23. Borja faz lindo lançamento para Fabiano na direita, que achou Willian na área e colocou na cabeça do camisa 29 que, completamente livre, fez o mais difícil e perdeu um gol incrível. Contudo, todo bom atacante tem uma segunda chance para se redimir e assim aconteceu com o Bigode. Aos 32, Tchê Tchê avança e tenta a finalização. O chute sai mal mas acaba virando um passe para Willian que não desperdiçou e, sem marcação, bateu no canto direito do goleiro, abrindo o placar. Apesar do gol, os visitantes não mudaram a proposta de jogo e o Verdão continuava com dificuldades até o intervalo. Na volta para o segundo tempo, o técnico Eduardo Baptista parece ter passado as instruções corretas. A equipe voltou melhor e criou várias chances. Vendo que os adversários mal ameaçavam, o treinador alviverde começou a poupar alguns titulares. Sacou Felipe Melo para a entrada de Thiago Santos e pouco depois tirou Willian para a entrada de Michel Bastos. O Pitbull e o Bigode saíram muito aplaudido. Voltando ao jogo, Michel Bastos precisou de apenas 1 minuto para mostrar serviço. Após arrancar pela direita, o camisa 15 toca para Guerra que, num entrosamento incrível tocou de primeira para Borja. O centroavante não titubeou e mandou um balaço de canhota, estufando a rede e aumentando o placar, aos 23 minutos. À vontade, Guerra participava de quase todas as jogadas ofensivas do time. Aos 29, pós receber de Borja, o camisa fez boa jogada e achou Dudu. O camisa 7 ajeitou mas isolou a bola. Mesmo com a vaga garantida, o atacante tava doido pra fazer o dele. E na atual fase, jogador de seleção e tudo mais a favor, ele veio. Aos 43, o camisa 7 recebe e toca de calcanhar para Alecsandro, que entrou no lugar de Borja. O camisa 9 fez certinho o papel de pivô e devolveu para Dudu que, com muita categoria, bateu colocado, no canto esquerdo, sem chances para Michael, fechando a conta e classificando ainda mais o Palmeiras a semifinal. Agora o Verdão aguarda quem passar no jogo entre Santos e Ponte, que acontece na próxima segunda-feira (10). Antes da semifinal, que acontece dia 16, o Verdão recebe o Peñarol no Allianz Parque, na próxima quarta-feira (12), às 21h45 (Horário de Brasília), pela Copa Libertadores da América.

Dudu mostra a cada jogo porque vem sendo intitulado como melhor jogador do futebol brasileiro atualmente (Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

Ficha Técnica
Palmeiras 3(3) x (1)0 Novorizontino

Local: Estádio do Pacaembú, São Paulo – SP;
Data: 07 de Abril de 2017 (Sexta-Feira);
Horário: 21h (de Brasília);
Trio de Arbitragem: Flávio Rodrigues de Souza (Árbitro – SP); Alex Ang Ribeiro e Eduardo Vequi Marciano (Assistentes – ambos de SP);
Público: 24.548 pagantes / 29.145 presentes;
Renda: R$ 1.031.020,00
Cartões amarelos: Éder (Novorizontino);
Gols: Willian, aos 32 minutos do primeiro tempo; Borja, aos 23 e Dudu, aos 43 minutos do segundo tempo;

PALMEIRAS: Fernando Prass; Fabiano, Yerry Mina, Edu Dracena e Zé Roberto; Felipe Melo (Thiago Santos); Willian (Michel Bastos), Tchê Tchê, Guerra e Dudu; Borja (Alecsandro)
Técnico: Eduardo Baptista

NOVORIZONTINO: Michael; Moacir, Domingues, Diego Sacoman e João Lucas; Éder (Railan), Doriva, Henrique, Roberto (Alexandro) e Fernando Gabriel; Everaldo (Rodrigo)
Técnico: Silas

Deixe seu comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.