Estação Copa do Mundo: Japão e seu investimento consciente no futebol

A Seleção Japonesa de Futebol iniciou seu processo de fortalecimento no cenário continental e mundial na década de 1990 já conseguindo resultados expressivos (levando em consideração o nível do futebol asiático)

 

A história do futebol no Japão:

 

Alguns sabem que o esporte mais praticado no país não é o futebol (é o beisebol), entretanto o cenário está mudando e o Japão já se tornou o exemplo mor de crescimento do esporte na Ásia. O primeiro resultado expressivo em competições mundiais foi o bronze nas Olímpiadas de 1968, porém o profissionalismo foi tomando forma a partir da década de 1990 onde se começou a notoriedade do país nas Copas do Mundo e das Confederações. Em 1994, a primeira participação foi adiada após o empate contra o Iraque por 2 a 2 nas Eliminatórias em Doha.

Em 1998, sua primeira participação em Copas do Mundo foi aquém da expectativas, duas derrotas para a Argentina e Croácia (semifinalista na edição) e o terceiro jogo uma derrota para a Jamaica (treinada por Renê Simões). Em 2001, na Copa das Confederações o melhor resultado da história, o vice-campeonato, na primeira fase venceu Canadá e Camarões e segurou o Brasil com um 0 a 0, conquistando o primeiro lugar do grupo B. Na semifinal superou a Austrália por 1 a 0 e na final perdeu por 1 a 0 para França em um jogo difícil.

Nas Copas do Mundo de 2006 e 2014 foi eliminado na primeira fase com um empate (0 a 0 contra a Croácia em 2006 e com a Grécia por 0 a 0 em 2014). Em duas edições do campeonato mundial, o Japão chegou nas oitavas-de-final (2002 e 2010), em 2002 como sede (venceu Rússia e Tunísia, além de empatar com a Bélgica, na segunda fase foi eliminado pela Turquia semifinalista da competição por 1 a 0). Em 2010, venceu duas partidas (Camarões e Dinamarca) e perdeu para a Holanda, nas oitavas foi eliminado pelo Paraguai por 5 a 4 nas penalidades.

Além do crescimento mundial, a seleção se eleva a nível continental. Foi tetracampeão da Copa da Ásia nos últimos 25 anos (1992, 2000, 2004 e 2011), em 1992 e 2000 superou a Arábia Saudita por 1 a 0 na final (Tagaki em 1992 e Mochizuki em 2000 foram os autores dos gols). Em 2004 na final venceu a China por 3 a 1 (tentos de Fukunishi, Nakata e Tamada) e na última conquista venceu a Austrália por 1 a 0 (gol de Lee). Desde 1956 é organizada a Copa da Ásia e em pouco tempo, o Japão possui a supremacia do campeonato.

 

Seleção (Principais Nomes):

 

O treinador da equipe é o bósnio Vahid Halilhodžić (tem passagens pelas seleções da Costa do Marfim e da Argélia), apesar de ser desconhecido em relação aos últimos técnicos manteve a qualidade da equipe em termos de posse de bola e compactação em campo. O selecionado ainda tem dificuldades ao enfrentar seleções mais tradicionais, no entanto é um bom time.

 

O Goleiro Kawashima, do Metz (França)

O Lateral-Direito Nagatomo, da Inter de Milão

Os meias Kagawa, do Borussia Dortmund e Honda, do Pachuca (México)

Os atacantes Asano, do Stuttgart e Inui, do Eibar (Espanha)

Foto: Seleção do Japão.

 

Deixe seu comentário:

Jean Lucas

Criador do site Mercado do Futebol, jornalista em busca de aprimorar-se.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.