Mercado do Futebol

Clayson novamente decidi vindo do banco de reservas e garante a vitória do Corinthians, em casa.

Foto: Globo.com

Pela vigésima sétima rodada do campeonato brasileiro, Corinthians e Coritiba se enfrentaram na Arena Corinthians. Como costuma ser nas últimas partidas, as duas equipes fizeram um jogo tenso em Itaquera. O goleiro Cássio foi um dos melhores em campo pelo lado corintiano, e Clayson, de novo, entrando no segundo tempo e decidindo a partida, foram os grandes responsáveis pela resultado positivo dentro de casa. A vitória, hoje, valeu muito mais que o desempenho.

Sobre o jogo

No primeiro tempo, a partida começou com o Coritiba já assustando aos 3 minutos, em disparo de Matheus Galdezani que assustou o goleiro Cássio, a bola passou perto do seu canto esquerdo. A equipe da casa tinha preocupação em furar o bloqueio do Coxa que, naturalmente, viria mais fechado, pois  e criatividade vem sendo um problema recorrente nos últimos jogos. No entanto, aos 10 minutos de jogo, Jadson em passe magistral de calcanhar desmontou a defesa Coxa Branca, e deixou Jô na cara do gol para abir o placar na Arena. Muitos queriam que o camisa 10 iniciasse a partida no banco de reservas e, justamente, pois suas atuações vem sendo bem abaixo, contudo, o jogador deu uma resposta aos torcedores e retribuiu a confiança do treinador com um passe espetacular. Após o gol, a equipe passou a jogar da maneira que mais lhe agrada: esperando o adversário no campo de defesa e saindo para os contra-ataques. As posses de bola se alternavam e tinham características diferentes, a do Coritiba era a posse mais paciente e cadenciada, e a do Corinthians era mais vertical, aguda, mais objetiva, mas pouco precisa. A equipe não criou nenhuma chance clara após o gol marcado. Para piorar, a equipe visitante começava a criar situações reais de gol. A primeira foi através de um escanteio batido por Carleto, Cleber cabeceio forte para o chão e exigiu uma defesa espetacular de Cássio. Depois pelo chão, Henrique Almeida saiu na cara de Cássio, em escorada do meia Matheus Galdezani, mas foi parado pelo goleiro que saiu muito bem do gol. Na terceira chance, não deu para o goleiro da seleção brasileira, o sistema defensivo falhou na cobrança de escanteio, e Henrique Almeida deixou tudo igual. Empate justo pelo que o Coritiba produziu no primeiro tempo. No segundo tempo, novamente no começo da partida, quem assustou foi o Coritiba. Após contra-ataque, William Matheus arrancou pelo lado esquerdo, cruzou para Tiago Real, que finalizou, mas Cássio fez grande defesa e evitou a virada da equipe visitante. O cenário no segundo tempo era totalmente oposto que o primeiro, agora o Coritiba se defendia e quando tinha oportunidade, explorava os contragolpes. Aos 9 minutos, a primeira chance de perigo na segunda etapa da equipe casa saiu. Léo Principe cruzou para Jô dentro da área que se esticou todo para finalizar e mandar para fora, quase o centroavante marca o segundo. Aos 15 minutos, Carille ousou e promoveu a substituição que iria mudar a partida. Clayson entrou no lugar de Maycon. O atacante já teve sua primeira chance aos 17 minutos, ao aproveitar um rebote em uma falta alcançada na área por Jadson. Minutos depois, Clayson quase marca novamente, Marquinhos Gabriel cruza na medida para o atacante que cabeceou sozinho, mas parou em Wilson que fez grande defesa. Aos 27 minutos, Marquinhos Gabriel arriscou de fora da área, e mandou uma bomba no travessão. A pressão corintiana era grande, e a angústia e tensão no estádio tomavam conta dos torcedores. No entanto, aos 33 minutos, Jô não desistiu do lance e buscou a bola que ia saindo para a linha de fundo, o centroavante tocou para Leo Principe que levantou na área, Rodriguinho não conseguiu cabecear e dividiu com o marcador, a bola acabou se oferencendo para o Clayson que mais uma vez teve muita estrela e colocou o Corinthians na frente do placar. Gol importante para o lateral direito do Corinthians, que não vinha fazendo um bom jogo, mas teve participação direta no gol. Foi o 4º gol do Clayson nos últimos 3 jogos vindo do banco de reservas. O jogador não está nada mal como talismã. Após o segundo gol, Carille colocou Felipe Bastos no lugar de Jadson para reforçar a marcação no meio campo. Aos 44 minutos, o treinador tirou o Jô – que acabou de retornar de uma lesão – e colocou o turco Kazim. O jogador em seu primeiro lance em campo, disputou a bola com o zagueiro feito um leão e ganhou a bola escorourando para Rodriguinho, o camisa 26 fez jogada espetacular, deu um corte lindo no marcador e limpou o campo mandando uma bomba na trave do goleiro Wilson, no rebote, Clayson fez o segundo dele no jogo e garantiu a sofrida vitória da equipe da casa. Jogo emblemático para o Clayson, é impressionante o poder de decisão do atacante nessas últimas partidas.

Próxima partida

A vitoria foi muito importante para a equipe, pois abriu 11 pontos para o seu principal concorrente ao título, o Santos. O time santista enfrenta a Ponte Preta em Campinas, hoje, às 17 horas. O Grêmio foi derrotado dentro de casa para o Cruzeiro, que assumiu a segunda colocação provisória no campeonato, com 47 pontos( mesma pontuação que o time de Levir Culpi).

A equipe de Fabio Carille volta a atuar contra o Bahia, na Fonte Nova. O jogo será no domingo, às 19 horas.

Deixe seu comentário:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.