Mercado do Futebol

Com um a menos, Botafogo vence o Bangu

Vítor Silva/SSPress/Botafogo

Ainda no primeiro tempo, Pimpão foi expulso por jogada dura. Loco tenta, mas não consegue marcar contra o Bota.

A partida terminou com vitória do alvinegro, o time misto conseguiu passar pelo Bangu e entrar na zona de classificação. Mas o jogo não foi tão simples quanto os torcedores esperavam, o Botafogo sofreu para vencer a equipe que só venceu um jogo no segundo turno.

Joel abriu o placar no primeiro tempo, depois de um chute de longe de Roger. O goleiro deu o rebote e o camaronês aproveitou a oportunidade para colocar o Botafogo na frente. Logo depois Pimpão levou o primeiro cartão amarelo por carrinho, minutos depois após outra jogada dura, o juiz decidiu expulsá-lo do jogo.

O Botafogo hoje não foi comandado por Jair Ventura, que foi expulso no último jogo contra o Fluminense. O substituto do técnico foi Emilio Faro, ele comentou que a estratégia após a expulsão era atacar para conseguir finalizar.

“Com um jogador a menos, é sempre uma situação básica no futebol. formam-se duas linhas de quatro, você espera a saída do adversário. Eles tinham um jogador a mais. E aí pedi no vestiário: toda vez que a gente atacasse, tinha que finalizar.” – comentou Emilio

No segundo tempo, com um jogador a menos, o esquema tático mudou, o técnico interino decidiu também trocar alguns jogadores. A ideia era tornar o time mais ofensivo, e ampliar o marcador para não sofrer o empate. A entrada do atacante Sassá, foi providencial para segurar o resultado. Já no fim da segunda etapa, Fernandes sofreu pênalti, marcado após defesa do goleiro Márcio.

Sassá que desde o início do ano sofre com problemas de disciplina no clube e estava com a imagem abalada na torcida, pediu para bater e marcou para o Botafogo. A comemoração foi típica do atacante irreverente, ele fez a famosa “sarrada no ar”.

Reprodução/Twitter

O eterno ídolo do Botafogo, Loco Abreu tentou duas vezes, com perigo, marcar o gol para seu time atual mas parou na defesa do alvinegro. Mesmo como adversário nesse domingo, a torcida botafoguense não deixou de reverenciar o craque que tanto ajudou o clube. Saiu do campo aos gritos de “UH, EL LOCO” dos alvinegros.

@lopesdgabs

Deixe seu comentário:

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.