Entrevista com Everton Santos, artilheiro do Pernambucano 2017

De volta ao exterior, o ex-Santa Cruz, Everton Santos bateu um papo com a equipe do Mercado do Futebol.

 

Recém contratado do Mumbai City, da Índia, o atacante Everton Santos, que jogou no Mais Querido no começo da temporada, entra em uma fase nova na sua carreira. Artilheiro do Campeonato Pernambucano deste ano, conta com grandes atuações em sua jornada no futebol, além de muitas experiências por vários clubes nacionais e internacionais. Revelou para nós do Mercado do Futebol, suas expectativas para com o seu novo time, além de uma breve mostra, na entrevista, sobre sua vida profissional.

 

1) Sobre o teu inicio de carreira no interior de São Paulo, como foi a trajetória até chegar ao clube do Corinthians?

“Comecei a jogar futebol aos 7 anos de idade na escolinha de futebol do São José E.C na minha cidade natal de São José dos Campos. Aos 15 anos(categoria infantil) fui para o Santo André, onde me profissionalizei, cheguei a disputar a libertadores pelo clube. Depois, fui emprestado para o São Bernardo (Bernô), onde fui artilheiro da Copa Paulista daquele ano. Em seguida disputei o Campeonato Paulista de 2007 pelo Bragantino, onde me destaquei para o cenário do futebol brasileiro e me transferi para o Corinthians com 21 anos de idade”.

 

2) Falando sobre tua passagem pelo futebol Pernambucano, jogando pelo Santa Cruz, o que levou do momento?

“Acho que o mais importante que carreguei da minha passagem pelo Santa Cruz, foi a amizade que fiz com muitos jogadores e pessoas da comissão do clube, a paixão dos torcedores pelo clube também me chamou muito a atenção. Infelizmente, o clube passa por um momento financeiro delicado e isso tem influenciado dentro de campo”.

Resultado de imagem para everton santos santa cruz

3) Qual o sentimento de ter passado pelo PSG, clube de grande influência na Europa?

“Foi uma experiência muito boa e positiva que levei a frente, chegar aos 21 anos em um clube que hoje está se tornando uma potência na Europa foi muito gratificante. Sem duvida, acrescentou muito na minha vida não só profissional, como pessoal também”.

Resultado de imagem para everton santos

4) Qual foi o melhor e pior momento da tua vida profissional?

“Acho que a carreira do jogador é uma gangorra, cheio de bons e maus momentos. Nestes quase 15 anos como profissional tive vários momentos.

O que me vem como uma boa recordação foi o ano de 2012 na Coreia do Sul, onde fui o artilheiro e melhor jogador da temporada pelo Seongnam Ilhwa Chunma. O gol do acesso a série A pelo Figueirense em 2013, também foi marcante. E dos piores, infelizmente, minha lesão no ombro em 2007 pelo Corinthians, na qual não pude ajudar a equipe a evitar o rebaixamento no brasileiro naquele ano”.

Resultado de imagem para everton santos gol do acesso

5) Como é voltar ao futebol internacional e quais tuas expectativas para a nova fase?

“Estou muito feliz por estar voltando após quase 2 anos aqui no Brasil. Expectativa é a melhor possível para fazer uma boa pré temporada e consequentemente um belo campeonato em busca do titulo, já que no ano passado essa minha nova equipe chegou perto, saindo na semifinal”.

 

6) Podes falar do teu novo time e como aconteceu o contato?

“Mumbai City FC, é dirigido por um treinador de vasta experiência internacional; treinador de Copa do Mundo, Alexandre Guimarães. O clube está confiante de que este ano possamos fazer mais uma bela temporada e chegar ao titulo, já que no ano passado ficaram por pouco, saindo na semifinal. O contato foi através do meu agente, Alexandre Oliveira, que me apresentou a comissão e aos dirigentes, eles se agradaram e fizeram a proposta”.

 

7) És um jogador com bagagem cheia e guarda muita experiência, ainda assim, o que falta para a realização profissional?

“Pretendo jogar profissionalmente por mais uns 4 ou 5 anos, estarei muito satisfeito em poder jogar em um bom nível e em bons clubes nesses anos, em busca de títulos. Acho que essa seria a minha maior realização profissional”.

 

8) Deixe um pequeno recado para aqueles iniciantes que têm pretensão de exercer a profissão de jogador(a) de futebol.

“É um meio muito disputado, creio que toda criança (principalmente homem) que nasce, o primeiro desejo é ser um jogador em nosso país, tornando um meio de muita concorrência. O que diria para essas crianças e jovens, é de não desistirem jamais de seus sonhos, por mais que eles sejam difíceis, por mais que a estrada seja cheia de obstáculos,  confie, acredite, tenha fé em seus sonhos e persiga sempre olhando a frente!! Não deixe que ninguém responda por si, pois pra derrubar existem muitos, agora pra erguer são poucos. Vá até o final!”.

 

Nós do Mercado do Futebol, agradecemos ao Jogador pela disponibilidade e a atenção ao nos responder à entrevista. Desejamos um bom recomeço e sucesso. Valeu, Everton!

Deixe seu comentário:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.