Protesto de torcedores do Santa Cruz no Arruda tem efeito imediato

Na tarde desta quinta-feira (10), um grupo de quase 60 torcedores do Santa Cruz protestaram no Arruda contra o mau momento do clube. A equipe do Mercado do Futebol esteve no local e acompanhou de perto todo o movimento. Os principais alvos das queixas da torcida eram os seguintes jogadores: zagueiro Jaime, o atacante Halef Pitbull e os laterais Tiago Costa e Alex Travassos, além de alguns membros da diretoria.

Aos gritos de “Tem que ser homem para jogar no tricolor”, os torcedores entraram no gramado, onde estavam apenas os goleiros: Júlio Cesar, Jacsson e Lucas Silva, fazendo um trabalho específico. O restante dos jogadores estavam nos vestiários. Os arqueiros receberam os torcedores corais para uma conversa pacífica. No meio do papo, o goleiro Júlio Cesar confirmou o pagamento dos salários do mês de Maio.

Goleiros Lucas Silva, Júlio César e Jacsson conversando com os torcedores. (foto: Mercado do Futebol)

Após o fim da manifestação, não demorou muito para os efeitos positivos aparecerem. O clube anunciou o desligamento dos atletas Jaime e Alex Travassos, ambos alvos do protesto. O primeiro foi demitido pelo mau comportamento fora de campo, já o segundo por questão técnica.

Além das demissões dos atletas, o presidente Alírio Moraes, junto com o Conselho Deliberativo do clube, fizeram uma reunião esclarecendo alguns pontos como: Cotas de TV, detalhes da marca própria (Cobra Coral), TV fechada e atrasos de salários. Ponto positivo para a diretoria que agiu com transparência com o torcedor.

 

Deixe seu comentário:

Gustavo Silva

Apaixonado pelo Santa Cruz Futebol Clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.